Ícone do rock brasileiro: Canisso, baixista dos Raimundos, falece aos 57 anos

 

Nesta segunda-feira, 13 de março, a música brasileira perdeu um de seus ícones do rock. O baixista José Henrique Campos Pereira, conhecido como Canisso, faleceu aos 57 anos de idade. Canisso fez parte da formação original da lendária banda de rock brasiliense Raimundos e teve uma trajetória marcante na música brasileira. Vamos conhecer um pouco mais sobre a história de Canisso e prestar uma homenagem a esse grande músico.

Quem foi Canisso?

Canisso nasceu em Brasília, em 19 de dezembro de 1965. Ele começou a tocar baixo na adolescência e, em 1987, fundou junto com Rodolfo e Digão a banda Raimundos. A banda misturava influências de punk rock, hardcore e música nordestina, criando um som único e inovador.

A trajetória de Canisso com o Raimundos

Com o Raimundos, Canisso gravou sete álbuns de estúdio, incluindo os clássicos “Raimundos” (1994) e “Lavô Tá Novo” (1995). A banda alcançou grande sucesso nos anos 90 e foi uma das mais importantes do rock brasileiro na época. Em 2002, Canisso deixou o Raimundos e foi tocar com Rodolfo na banda Rodox. Em 2007, ele voltou aos Raimundos e fez turnês ao lado de Digão.

Últimas apresentações de Canisso

Uma das últimas apresentações de Canisso em Brasília pelo Raimundos foi no show do The Killers, promovido pelo Metrópoles Music. A banda estava no line-up e agitou o público com grandes sucessos, como Mulher de Fases, Me Lambe e A Mais Pedida.

A morte do baixista

A informação da morte de Canisso foi confirmada pelo empresário da banda. A causa da morte não foi divulgada, mas segundo a página oficial do Raimundos no Facebook, o baixista teria sofrido uma queda decorrente de um desmaio e foi encaminhado ao hospital, onde não resistiu.

Homenagem ao músico

A morte de Canisso é uma perda imensa para a música brasileira. Ele foi um dos maiores baixistas do rock nacional e deixou um legado importante na história da música brasileira. Sua técnica, sua presença de palco e seu talento deixarão saudades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top